Mineração de Bitcoin em substituição de anúncios

Mineração de Bitcoin em substituição de anúncios

Já vou avisando antes – TL;DR

Olá pessoal, depois de um bom tempo sem escrever aqui no blog volto com um post que a algum tempo gostaria de escrever e somente agora com algumas informações recentes consigo passar a mensagem de forma um pouco mais clara.

Direto ao assunto, para quem acompanha o cenário das cripto moedas, sabe que recentemente alguns sites (grandes) foram flagrados usando “webminers” de maneira indevida e isso gerou um certo buzz negativo em tornos dos sites que estavam utilizando a pratica.

Pra começar

O primeiro caso foi do Pirate Bay, foi pego usando coinhive (falo deste cara mais abaixo) em suas páginas, depois de muita especulação e justificativas, foi dito que o uso do webminer nas páginas foi aplicado em um curto espaço de tempo e era uma forma de teste, você pode ver as matérias e algumas citações nos links abaixo.

http://bgr.com/2017/09/18/pirate-bay-cryptocurrency-miner-coin/

https://torrentfreak.com/the-pirate-bay-website-runs-a-cryptocurrency-miner-170916/

https://www.theguardian.com/technology/2017/sep/27/pirate-bay-showtime-ads-websites-electricity-pay-bills-cryptocurrency-bitcoin

Outro site que foi pego usando técnicas de webminer foi o site do UFC, e a situação era similar a do Pirate Bay, foi colocado um script que realizava a mineração enquanto o usuário navegava pelo site.

https://www.cryptocoinsnews.com/ufc-website-found-secretly-using-visitors-cpus-mine-monero/

Outro caso de um site grande utilizando a prática foi o site do canal americano CBS, que continha o script responsável por realizar a mineração através do navegador do usuário.

https://www.theregister.co.uk/2017/09/25/showtime_hit_with_coinmining_script/

Mas isso não ocorreu somente em sites estrangeiros, temos o caso do site  do governo de São Paulo que também continha o mesmo script, porém de acordo com os responsáveis o site sofreu uma invasão algum tempo antes.

https://www.tecmundo.com.br/seguranca/124000-governo-sp-minerando-criptomoedas-computador-voce-saber.htm

http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/gadgets/noticia/7069751/site-governo-pode-estar-minerando-criptomoedas-seu-computador-voce-nao

https://g1.globo.com/tecnologia/noticia/site-do-governo-de-sp-usou-computador-de-visitante-para-minerar-moeda-virtual.ghtml

Esses são poucos exemplos, estima-se que hoje existam milhares de sites que se utilizam dessa técnica para ganho próprio, talvez algum site que você acesse faça uso e você nem sabe.

Ok, provavelmente você esta com raiva agora, se sentindo lesado, abusado, usurpado e alguma coisa a mais, afinal de contas alguém usou seus recursos sem você permitir. Então…

via GIPHY

Vamos pensar

Antes de marcharmos em protesto e flame war, vamos pensar um pouco sobre.

Nestes poucos exemplos que mostrei acima qual é o ponto em comum entre TODOS ?

O grande ponto em comum em todos é que eles se utilizaram de recurso alheio sem o consentimento e/ou permissão do usuário, e isso meus queridos acontece a TODO momento em que você usa a grande rede vulgo interwebs.

Vamos pensar um pouco mais afundo, todas as principais redes sociais, utilizam seus dados e suas informações para gerar receita para si próprios e para terceiros de formas e maneiras que nem é possível descobrir,  embora temos de forma “acessível” enormes e gigantescos “Termos de privacidade” não temos a certeza de que as regras são respeitadas sempre, afinal de contas já tivemos inúmeros casos de uso indevido dos recursos e informações pelo Facebook, veja alguns casos:

http://fortune.com/2017/08/17/facebook-fake-videos-clickbait/

https://www.theverge.com/2017/8/17/16160638/facebook-targeting-video-clickbait-spam

https://www.theguardian.com/technology/2014/jun/29/facebook-users-emotions-news-feeds

Temos também o nosso querido Google, que por meio do gmail, lê nossos emails para gerar conhecimento sobre você e ao que parece isso não vai parar.

http://variety.com/2017/digital/news/google-gmail-ads-emails-1202477321/

Então eu concordo com o uso indevido de recurso para mineração ?

NÃO! Sou completamente contra qualquer uso de informação sem meu conhecimento na internet e fora dela, estamos cercados de bigdata, hoje tudo é um enorme bigdata, nossos comportamentos e hábitos são analisados e processados de diversas formas e por tantos algoritmos que dificilmente suas informações não estão em algum banco de dados sem seu consentimento.

Veja, não estou criticando o uso de bigdata e sim a forma indevida que é usado em alguns casos.

E isso tudo tem um motivo bem claro, VENDER, eu não sou idiota de dizer (sendo profissional de tecnologia) que tudo isso é bullshit e deveríamos voltar a era das trevas da web, porém devia existir uma certa Ética no uso de nossas informações e sabemos que hoje isso é pouco respeitado, afinal de contas, quem nunca recebeu ligações de um Banco, oferecendo aquele super empréstimo sem que você tenha conta no mesmo?!

E o que tenho para propor através do uso de mineração através de navegadores ?

Vamos por partes, (se você ainda esta aqui, parabéns, mas o caminho para Orodruin é longo), vamos falar sobre a Coinhive, para quem tem conhecimento sobre cripto moedas, é de conhecimento que existe um processo chamado mineração, não vou me aprofundar aqui, mas ele consiste na realização de inúmeros cálculos complexos para que uma nova moeda seja “descoberta/minerada“.

A um bom tempo atrás minerar era possível e barato, por conta da quantidade e complexidade de moedas, mas isso mudou e a mineração se tornou algo trabalho e até inviável em alguns países por conta do custo energético (discutível, mas não hoje).

Então passou a surgir os webminers, scripts que fazem uso de recursos presentes nos navegadores mais modernos que podem realizar a mineração em uma máquina “cliente”, fazendo o bom e velho “a união produz a força”, com baixo recurso e grande quantidade pode-se gerar ganhos minerando através dos usuários de um site.

E ai que entra a Coinhive e alguns outros, a coinhive é um pool de mineração que realiza a mineração através de um script inserido no site e toda vez que um usuário acessa o site o script entra em ação e começa realizar os cálculos para minerar novas moedas, e ai que entra a informação critica, ao realizar os cálculos o script faz uso da CPU do usuário do site, porém ele faz isso dentro da “sandbox” do navegador.

Neste ponto que desejo propor uma forma de pensar diferente, vamos pensar no cenário atual, quando acessamos algum site temos o uso de nossa banda de internet para fazer o download de diversos anúncios, embora exista o uso de adblock, não é uma pratica comum em usuário leigos de tecnologia.

Talvez você não sabia, mas mesmo que você não clique no anuncio o site ainda sim ganha, com a sua visualização através do modelo CPM (não é o 22, e sim Custo Por Mil), ou seja, você foi “usado” sem o seu consentimento, o navegador fez o download do anuncio e pronto, sem mencionar os sites que inserem uma duzia de anúncios nas páginas deixando o “carregamento” extremamente lento.

Vamos pensar no cenário novo, você acessa um site com ZERO publicidade, ou uma quantidade honesta dela, e o site solicita sua permissão para fazer uso do processamento de sua máquina enquanto você lê o artigo ou assiste o vídeo, sem a necessidade fazer tracking do uso, somente sim ou não, em forma de contribuição à aquela informação.

Pense que seria uma forma de “Patreon“, porém sem dinheiro, você usufrui do conteúdo produzido em troca cede uma pequena parte do processamento de sua máquina ao criador do conteúdo para que ele possa monetizar o site através da mineração.

Cito pequena parte, pois nos exemplos que citei no inicio do texto, TODOS estavam usando 100% da sandbox do usuário e é possível “exigir” menos, veja um teste que fiz neste site, usando apenas 10% da capacidade de processamento do cliente.

Veja que na primeira linha o navegador faz uso de apenas 9% da CPU, em meus testes isso vária de 8% a 17%. E isso de forma clara e transparente com uma caixa informativa no topo do artigo.

Pra finalizar

Mas então isso resolveria todos os problemas? Não!

E nem seria este o objetivo, minha proposta é uma forma diferente de pensar monetização na web, mais honesta e transparente, deixando o controle na mão do usuário se deseja permitir a mineração ou não.

Para finalizar (ufa), quero pontuar prós e contras de tudo que propus aqui.

Pró:

  • Usuário decide se vai contribuir
  • Não exige “tracking” do usuário para gerar anuncio
  • Acelera o carregando do site diminuindo os anúncios
  • Pode ser usado como forma de incentivo ao produtor do conteúdo
  • Não necessita de controle de um “advisor” de anúncios
  • É bitcoin!

Contra:

  • Custo energético da maquina do visitando do site
  • Maioria das pessoas não entendem o conceito de bitcoin(cripto moedas em geral)
  • Medo do novo
  • A moeda minerada pode oscilar e cair de valor
  • Uso indevido, deixo a tecnologia (web miners) “queimada”

Enfim acredito que essa era a mensagem que eu queria passar, é claro que problemas podem ser criados, assim como já tem sido cogitado a adaptação dos adblockers para barrar os mineradores por conta do uso indevido de alguns sites, minha ideia nesse enorme artigo era propor um rascunho de ideia.

Se você ainda esta se perguntando, – Poxa velho você acredita que bitcoin vai dar certo, e a tal da bolha, etc? – Sim eu acredito nas cripto moedas e no blockchain como tecnologias disruptivas que ainda vão evoluir muito.

Se você chegou até aqui obrigado por ler e prestigiar, se puder deixar um comentário, vamos discutir sobre o assunto, vamos concordar e discordar.

É claro que depois de tudo isso vou deixar abaixo um exemplo de mineração caso queira me ajudar, ele esta em “autostart” desligado.

Loading…

 

Até…

 

Related Posts